Cubanos se preparam para a JMJ Panamá 2019 com a maior delegação de sua história

Artesãos oferecerão oficinas durante os Dias nas Dioceses em Chitré
setembro 1, 2018
A JNJ equatoriana reuniu milhares de jovens em adoração
setembro 3, 2018

Cubanos se preparam para a JMJ Panamá 2019 com a maior delegação de sua história

Mais de 400 jovens cubanos vivem com entusiasmo a oportunidade de participar da Jornada Mundial da Juventude do Panamá 2019.
Trata-se da maior participação da ilha neste encontro que reúne milhares de jovens do mundo, e que poderão, pela primeira vez, compartilhar e trocar experiências sobre a vida no Evangelho e o amor de Deus.
Dom Emilio Aranguren, presidente da Conferência dos Bispos Católicos de Cuba (COCC), disse que entenderam o chamado em conjunto por parte do Papa Francisco de escolher o Panamá para a realização da Jornada Mundial, e que este território istmenho cumpre com a missão encomendada de ser ponte e ponto de união entre as nações.
Os peregrinos cubanos iniciaram sua preparação para este evento mundial em outubro e novembro do ano passado com a chegada da Cruz Peregrina e o Ícone de Nossa Senhora, símbolos da JMJ.
Esta é a primeira vez que os cubanos têm a oportunidade de fazer uma grande mobilização para realizar a peregrinação de 400 jovens à JMJ, por isso esse evento se tornou um grande desafio para Cuba.
Dom Álvaro Veira, da Comissão Episcopal Pastoral Juvenil da ilha, explicou que essa próxima visita ao Panamá, durante a jornada, terá um efeito multiplicador e impacto direto no trabalho evangelizador que realiza a pastoral cubana em toda a nação.
“Nunca imaginei que poderia ter essa oportunidade. Esta reunião com o Papa nos fortalecerá como pessoas, cristãos católicos e nos levará a ver outra realidade de nossa Igreja Universal”, disse, evidentemente emocionado, Roberto Felipe, da Pastoral Juvenil de Havana.
Além disso, Jorge Luis García, da Pastoral Juvenil de Cienfuegos, disse que poder encontrar com milhares de outros jovens cristãos como ele, que creem no Jesus Cristo ressuscitado, reconfirmará muito mais sua fé e a de outros peregrinos e que se sente muito agradecido pela oportunidade de ser um dos cubanos que estarão no Panamá.
E assim, como um “presente de Deus”, como os peregrinos cubanos caracterizam a experiência de poder viajar no próximo ano à Jornada Mundial da Juventude e compartilhar a mensagem de esperança como a que lhes brindou o Papa Francisco em sua última visita a Cuba, onde lhes disse: “Convido-lhes a ir sempre em frente, olhem para adiante, amem sua terra, amem a Jesus, e que a Virgem Maria lhes cuide”.