O fantástico encontro entre o pequeno Sebastián e o Papa Francisco

Papa é acolhido pela juventude mundial na Cidade do Panamá
janeiro 24, 2019
“Com a ajuda do Papa e de Deus, vamos conseguir seguir em frente”
janeiro 25, 2019

O fantástico encontro entre o pequeno Sebastián e o Papa Francisco

O fantástico encontro entre o pequeno Sebastián e o Papa Francisco

Precisamente no dia 13 de março de 2013, dia em que o Papa Francisco foi nomeado como Sumo Pontífice, Marina Juanes chorou com dupla emoção. Argentina por nascimento, porém residente no Panamá há mais de 17 anos, não só estava chorando porque seu compatriota Jorge Mario Bergoglio tornou-se o novo líder da Igreja Católica, mas também porque naquele mesmo dia ela confirmou sua terceira gravidez, depois de duas outras gravidezes fracassadas.
Com a esperança e a fé de que não era coincidência ter duas alegrias tão grandes no mesmo dia, vendo a nomeação do novo Papa, confiou-lhe a proteção e a saúde da sua terceira gravidez para poder ser mãe pela primeira vez. Poucos meses depois, em 18 de setembro para ser exato, o pequeno Sebastián García Juanes nasceu na Cidade do Panamá e estava em perfeitas condições.
Durante o crescimento de Sebastián, aumentou a aproximação espiritual da família com o Papa. Outra surpresa foi quando souberam que o Panamá seria sede da Jornada Mundial da Juventude em 2019. "Quando descobrimos, não podíamos acreditar; tantas coisas que nos ligavam ao Sumo Pontífice e agora mais uma: o Papa viria ao Panamá e poderíamos vê-lo. Foi quando pensamos que Sebastián deveria pelo menos ir às atividades da JMJ e, se tivéssemos sorte, ele poderia até mesmo ser abençoado pelo Papa”.
"Sebastián, meu marido e eu somos fãs do time de futebol San Lorenzo de Almagro, outra coincidência, porque também é o time do Santo Padre. Então, vestimos Sebastián com a camiseta do San Lorenzo, e quando o Papa chegou ao Panamá, tentamos nos aproximar dele no Hospital San Fernando, mas foi impossível", diz Marina.
"Nesta quinta-feira, ainda com a firme esperança de que Sebastián poderia ver o Papa, levantei-me muito cedo e fui à Igreja de San Francisco de Asís, onde era sua primeira visita do dia. Entre as pessoas, e com o uniforme do San Lorenzo, Sebastián de apenas 5 anos, abriu caminho entre as pessoas e correu em direção ao Papa, deu-lhe uma camiseta do nosso time e, em troca, o Papa lhe deu um belo rosário. Foi um dos dias mais lindos da minha vida porque, na minha opinião, o encontro entre Sebastián e o Papa Francisco desde foi por mim pressentido aquele 13 de março de 2013.