Panamá: primeira catedral da América cujo altar foi consagrado por um Pontífice

Exposição da JMJ mostra devoção Mariana do artista espanhol Antonio Gaudí
janeiro 26, 2019
App de Bioética para jovens é apresentado em Coletiva de Imprensa na JMJ 2019
janeiro 26, 2019

Panamá: primeira catedral da América cujo altar foi consagrado por um Pontífice

Durante celebração da Santa Missa hoje, 26, iniciada às 09:15, Papa Francisco realiza rito de dedicação do altar da Catedral Basílica de Santa Maria La Antigua, primeira diocese em terra firme da América, onde relíquias de três santos latino-americanos foram colocadas, Santa Rosa de Lima, Santo Arnulfo Romero, São Martin de Porres e um santo polonês, São João Paulo II. Com este ato litúrgico, Panamá é a primeira catedral da América cujo altar foi consagrado por um pontífice.

Na cerimônia estiveram presentes também vários bispos da América Central, sacerdotes, religiosos e inúmeros Leigos. “Foi muito significativo, histórico e comemorativo, mas para mim foi marcante quando o Papa disse a Dom José Domingo Ulloa que entregou a ele sua esposa; sim, este é o sentido da Igreja e do ministério episcopal”, testemunha Pe. Jorge Martinez, sacerdote mexicano.

A catedral de estilo colonial, localizada no Casco Antiguo, na capital panamense, teve seu trabalho de construção iniciado em 1608, culminando em 1716, mas a consagração não foi feita até 1796. Em 2014, a partir de um pedido da Conferência Episcopal do Panamá, a Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos conferiu à catedral o título de Basílica Menor.

A imagem original de Santa María la Antigua se encontra na Catedral de Sevilha e uma réplica foi trazida pelos descobridores espanhóis em 1510. Santa Maria la Antigua, padroeira da República do Panamá desde 2001, é celebrada a cada ano no dia 9 de setembro.