– 4

– 3
janeiro 18, 2019
– 5
janeiro 16, 2019
Estou convencida de que “Deus coloca cada um no seu lugar”, digo isso porque sei que Ele quis que eu estivesse na equipe de Comunicação Web da JMJ, responsável pelas notícias dos Dias nas Dioceses no Panamá e na Costa Rica. Comecei esta aventura com toda vontade de servir a Deus Pai. Como jornalista, ganhei uma experiência inexplicável, mas espiritualmente vivi dois momento especiais na minha vida: um dia, os símbolos da JMJ estiveram na minha Paróquia (eu ainda não era voluntária na JMJ), tive-os em frente a mim, sem sentir muito, mas nunca imaginei que com o passar do tempo, os encontraria novamente, mais vezes; isso porque através de toda informação que me enviavam das dioceses, cada vez mais sentia que aqueles símbolos tocavam meu coração ao ver tantas pessoas que, com lágrimas nos olhos, ajoelhavam-se diante deles. Houve uma imagem que definiu a razão desta missão: vários jovens da comunidade indígena Ngäbe Buglé, ensopados pela chuva, carregava com tanto amor “Aquela Cruz” que em um dado momento me emocionou, de forma que graças a estas publicações, entendi o significado dos símbolos da JMJ.
Conheci muitas pessoas, mas uma em especial me ensinou a ver como, apesar dos problemas sociais que existem em seu país, sua perseverança e sobretudo a sua fé o ajudaram a seguir este chamado de seguir a Cristo: um rapaz de 17 anos, Kevin Orozco, da Nicarágua. Conheci-o por seu voluntariado em sua diocese, e depois que foi anunciado que a Nicarágua não poderia fazer parte da pré-Jornada, “a tristeza dele foi a minha”. Mas ele seguiu trabalhando, rezando, sem perder a esperança; e seu sonho se realizou: quando ele me disse, quase chorando, que estava inscrito na JMJ, fiquei muito alegre. Deus abençoe!
Milagros Tejedor, Panamá