– 56

– 55
novembro 27, 2018
– 57
novembro 25, 2018
Há alguns anos pude viver pela primeira vez uma JMJ, em Sydney, 2008.
Depois de um tempo, na minha diocese, foi formado um grupo para ir à JMJ Rio 2013. Convidei minha irmã para compartilhar essa grande experiência comigo. A preparação com nosso grupo foi incrível, pudemos dividir experiências e nos preparar junto aos nossos companheiros.
Dias antes da viagem, tivemos um grande problema e tudo parecia indicar que não poderíamos mais participar da JMJ. Com o apoio de nossas famílias e com muita fé, conseguimos chegar 3 dias depois do planejado para os Dias nas Dioceses na cidade de Volta Redonda. Minha irmã e eu fomos hospedadas juntas e nossa família de acolhida não poderia ser melhor. Compartilhamos muito com eles e nos sentimos como em casa o tempo todo. Nos despedimos da cidade muito tristes por deixá-los, porém com o coração cheio do Espírito Santo. E partimos para o Rio de Janeiro.
Novamente fomos alojadas em uma casa, mais uma vez juntas, em uma cidade próxima ao Rio chamada Niterói. Nossa nova família de acolhida foi muito encantadora. Compraram um bolo para minha irmã, pois ela fez aniversário naquela semana. Deus nos abençoou com duas lindas famílias de acolhida.
A experiência de uma JMJ no Rio foi surpreendente. Viver a fé junto a outros jovens do mundo, as catequeses dos cardeais em nosso próprio idioma, milhões reunidos na praia de Copacabana em uma vigília com o Papa Francisco...é uma experiência de fé que todo jovem deveria viver ao menos uma vez na vida, e eu já pude vive-la duas vezes.
Voltamos para casa muito felizes, cheias do amor de Deus para compartilhar com os outros e com as duas novas famílias que nos receberam de braços abertos.
Ana Lucía Reyes , México