– 85

– 84
outubro 29, 2018
– 86
outubro 27, 2018
A JMJ 2016 na Cracóvia foi um verdadeiro ponto de mudança na minha vida. Eu tinha um bebê de 8 meses em casa, mas meu marido me apoiou e me encorajou a ir, já que eu tomara a decisão antes de saber que estava grávida. Sempre participei da celebrações paroquiais e estive no coral local desde os meus quatro anos de idade, mas estar na JMJ com aquela atmosfera festiva em meio a tantos outros jovens católicos me permitiu celebrar minha fé pela primeira vez! Era uma alegria real! No transporte público nosso embalo era expresso através das músicas. Éramos pessoas aleatórias nas ruas, incluindo padres, freiras e outros religiosos. Nós dançamos com estranhos de vários países diferentes na praça de alimentação. Havia tanta alegria vista em todos os rostos! Quando o Papa Francisco chegou ao Blonia Park, o local entrou em erupção! Na vigília de sábado, você poderia contemplar a bela vista de 2 milhões de pessoas, em um campo com o Papa Francisco participando da adoração eucarística. Na longa caminhada de volta a Cracóvia após a Missa de domingo senti Deus nos dizendo “Você precisa ir para casa e fazer barulho sobre o que você testemunhou aqui”. Eu cheguei em casa transbordando do Espírito Santo, e até hoje eu ainda digo a qualquer um o quanto foi incrível e mudou minha vida para melhor, fazendo-me tornar ainda mais envolvida em minha paróquia e diocese como uma jovem líder. Eu não posso enfatizar o quão importante é para cada jovem experimentar a JMJ pelo menos uma vez. Isso vai mudar sua vida, apenas para melhor. Deus é bom o tempo todo, aleluia!
Aileen Kelly, Ireland