– 93

– 92
outubro 21, 2018
– 94
outubro 19, 2018
Tive a oportunidade de participar de duas Jornadas Mundiais da Juventude; a primeira foi em Toronto, no Canadá (2002) e foi uma experiência que marcou a minha vida. Foi a primeira vez que viajei sozinha, sem a minha família, para um lugar onde falavam um idioma diferente do meu e sem saber o que me esperava. Deus me deu a oportunidade de descobrir uma juventude católica, alegre, unida por um só sentimento, ser testemunha para o mundo de que os jovens podem viver felizes tendo como modelos Jesus e sua mãe, a Santa Virgem Maria. Me lembro com um carinho especial, a Via Crucis nas ruas de Toronto e os encontros com o nosso agora São João Paulo II.
Depois, em 2011, viajei à JMJ em Madrid, na Espanha e lá vivi a Jornada de uma forma diferente. Recém-casada e com dois filhos, foi impressionante ver como mais de 2 milhões de jovens deram depoimento de alegria, e de querer viver arraigados em Cristo e firmes na fé. Me lembro do Papa Bento XVI, se mantendo firme diante de um aguaceiro na noite que fazíamos vigília e demonstrando-nos o quanto ama à juventude e à Igreja.
Espero com muita expectativa, a JMJ do Panamá, pois será perto do meu país, Honduras. Estou ansiosa para viver uma autêntica festa latina, que ilumina o mundo com alegria, música, dança e sobretudo com muita oração e amor entre irmãos. Nesta ocasião, participarei como uma jovem casada e com dois filhos pequenos, que não deixa de se surpreender com a fidelidade e o amor de Deus nas nossas vidas.
Convido todos os jovens a serem valentes e dizerem SIM ao Senhor; SIM quero ter um encontro contigo e SIM quero ser testemunha para o mundo inteiro. A Paz de Cristo.
Bonnie Rogriguez, Honduras